Little Monsters (2019)

The story so far: When a cool (actually a manchild) uncle tries to date his nephew’s kindergasten teacher he never tought the first date would be during a zombie infestation.

Sinopse

Quando Dave, um tio maneiro (na verdade um músico fracassado), tenta namorara a professora de seu sobrinho Felix, ele não imaginou que o primeiro encontro seria durante uma infestação zumbi.

Crítica

Little Monsters é um filme divertido mas falha em equilibrar os elementos de comédia e terror. O resultado são poucas piadas divertidas e um filme sem sustos ou surpresas significativas, com os elementos de terror se limitando a poucas cenas sem nenhuma tensão.

Abdicando de seguir uma linha clara, seja a comédia ou o terror, Little Monsters se torna um filme perfeito para ver com crianças ou pessoas que não gostam de filmes de terror nem se empolgam com o linguajar geralmente mais ofensivo das comédias.

Essa vantagem clara se torna uma desvantagem quando o cenário posto é outro: sem fortes cenas de terror ou uma linha clara sobre qual tipo de comédia o filme segue, o público que adora esses gêneros não terá motivo algum para se manter cativado e interessado na trama.

Abe Forsythe é um diretor com pouca experiencia mas um estilo marcante, misturar gêneros em uma única narrativa, nem sempre bem sucedida.

Seus dois filmes mais significativos; Ned (uma comédia /western sobre o mitológico Ned Kelly) e Down Under (uma comédia/dramática baseada em fatos reais) sofrem com o mesmo problema da narrativa de Little Monsters. Sem uma identidade, os filmes acabam se tornando obras limitadas pois não atingem seus objetivos: fazer rir, chorar ou se assustar.

Porém, Forsythe, competente em seu campo, aprimorou seu estilo de storytelling e conseguiu um melhor equilíbrio em seu terceiro filme. Apesar de pender para a comédia, com uma leve, quase imperceptível critica social-algo presente em seus trabalhos anteriores- os elementos clássicos de terror estão presentes e a homenagem aos clássicos filmes de Zumbi, como o isolamento dos heróis, são marcantes.

A direção de fotografia conseguiu mesclar muito bem o cenário urbano com os idílicos campos da Austrália e a direção de arte maquiagem e efeitos especiais, apesar de não inovarem na apresentação dos monstros do filme, não deixaram falhas e apresentaram todo sangue e tripas que o diretor imaginou necessário.

MV5BZTIwY2UyZDktZDQ2OS00ZjU3LTlkYTgtYmUwYmE5MjIyMmMxXkEyXkFqcGdeQXVyODEwMTc2ODQ@._V1_MV5BZWY4ODVlNmItM2U1OC00YmI4LThmNjUtZDQyNDAzODBkMzNlXkEyXkFqcGdeQXVyODEwMTc2ODQ@._V1_

Josh Gad e Lupita Nyong’o competem diretamente pela melhor atuação. Com menos tempo de tela mas em um papel mais confortável Gad chama mais atenção mas Nyong’o se destaca pela capacidade de mudar a competência da personagem: de uma simpática professora, para matadora de zumbis e elemento cômico.

Nyong’o impressiona pela demonstração de força e disposição no filme. Seu parceiro direto Alexander England funciona como um suporte para sua atuação apesar de demonstrar ser o elemento cômico principal.

Veredito.

MV5BMGMyYTllOGQtYmVkZC00NTcyLTkzZDItNWQ4MDA3NTA4YWQ1XkEyXkFqcGdeQXVyNjc5NjkzODk@._V1_SY1000_CR0,0,1060,1000_AL_

A dine movie for kids and adults looking for a nice time watching tv.

Um bom filme para adultos e crianças que querem ficar juntos e assistir um pouco de tv

Merece/Scores 2.5 out of 5 clapping Ms Caroline

giphy giphy giphy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s