Crítica: Assassinato no Expresso Oriente (2017)

The story so far: Hercule Poirot, a world famous detective, just finish a case:he solve the mistery of an artifact theft. Now he is longing for some quite time. Heading home, he decides to take the famous Orient Express, in order to enjoy good food and the company of an old friend. But when he least expect, another mistery just knock at his door. Now he must solve a mistery in order to prevent any wrong convictions.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sinopse.

Após resolver um caso envolvendo o roube de um artefato religioso, o famoso detetive Hercule Poirot, decide voltar para casa usando os serviços do Expresso do Oriente. Seu desejo por férias, boa comida e a companhia de amigos é drasticamente interrompido quando um mistério indesejado bate a sua porta. Agora ele tem que se empenhar para resolver um crime e evitar que as pessoas erradas sejam presas.

MV5BMjE2ODM3ODE4Nl5BMl5BanBnXkFtZTgwMzgyODg0MjI@._V1_SY1000_CR0,0,1503,1000_AL_

Crítica.

Assassinato no Expresso Oriente é uma refilmagem; o filme clássico foi recentemente criticado no site. Sugerimos uma leitura comparativa das críticas.

Kenneth Branagh é um diretor competente, que conseguiu se projetar ao adaptar para o cinema histórias escritas por Willian Shakespeare. Branagh precisa ter sua obra dividida em tres momentos: o início entre 89 e 96, quando ficou famosos por suas adaptações e dramas fortemente centrados em histórias de personagens ingleses.

Um segundo momento, em que ele dirige produções de menor sucesso entre 2000 e 2007. São produções que não receberam boas críticas nem conseguiram marcas expressivas na bilheteria. Neste momento sua carreira estava estagnada.

Em um terceiro momento, Branagh voltou a dirigir filmes com bons roteiros e sucesso comercial. O primeiro filme da trilogia de Thor, e o melhor da série, serviu como alavanca para outras grandes produções como Macbeth (um filme espetacular que demonstra o quão capaz Branagh é quando diante de um projeto que o estimula) e a revitalização do personagem Jack Ryan. O Belo Cinderella, que rendeu boas críticas e público, o qualificou para a refilmagem deste clássico da literatura inglesa.
MV5BMjA5OTY2NjY1N15BMl5BanBnXkFtZTgwODgyODg0MjI@._V1_SY1000_CR0,0,1498,1000_AL_

Help me, Branagh you are my only hope: Yes, that’s a line from Star Wars but is valid since i hope this movie turns out to be a great hit. The result may be a series of mistery movies based on Agatha Christie’s books and if we are lucky enough Mrs Branagh can make movies with Miss Marple, another great detective from Christie’s novels.

Branagh foi a escolha perfeita para a direção deste filme, Acostumado a filmes de época, ele conduziu o filme de forma magistral. É fácil perceber a riqueza de detalhes da produção, o cuidado com a construção dos personagens e a escolha do ângulos das câmeras.

Contudo existes problemas com a direção, Branagh constrói bons personagens e faz com que eles sejam os principais elementos do filme, muitas vezes, a trama se torna secundária a existência dos personagens. Isso ocorre em todos os seus filmes da primeira fase do seu trabalho.

MV5BMjExODk3NjQ1Nl5BMl5BanBnXkFtZTgwMDgyODg0MjI@._V1_SY1000_CR0,0,1503,1000_AL_

 

Em um filme de mistério e suspense, favorecer os personagens e não a trama enfraquece a história com um resultado desagradável, que pode ser visto no filme: chega um momento em que a trama avança de forma acelerada e atropelada, aonde muito é revelado em um curto período de tempo.

Outro resultado negativo: Branagh foi obrigado a amalgamar ao menos um personagem e outros perderam relevância, para que houvesse tempo para os demais personagens importantes.

Branagh opta por usar computação gráfica em algumas cenas, os efeitos são sutis mas impactam diretamente no resultado do filme. As cenas externas, apesar de bonitas são desnecessárias e tiram a importância do trem como elemento do mistério. As cenas externas tambem desconstroem o clima tenso e claustrofóbico que o trem impõem.

MV5BNTYyNzIyNDkwM15BMl5BanBnXkFtZTgwMjkyODg0MjI@._V1_SY1000_CR0,0,1498,1000_AL_

 

A adaptação do livro para o cinema fica a cargo do competente Michael Green, um escritor que coleciona sucessos como Blade Runner 2049 e fracassos como o canhestro Lanterna Verde de 2011. O filme é fiel ao livro mas sofre com a opção de direção de Branagh.

MV5BZTg0MDYzNTktMjNiOC00MTE5LWIxZTAtNmMxZWM3ZjJhZmNlXkEyXkFqcGdeQXVyNjk2MjI2NTY@._V1_

 

Tecnicamente o filme é muito bom. A direção de fotografia é excelente, o filme tem lindos planos sequencia (longas cenas em que a câmera acompanha o ator sem corte) que ajudam a construir a ideia do trem como um elemento importante para a trama. Devido a limitação de espaço nas cenas dentro do trem, Branagh opta por filmar em planos conjuntos, o que permite prestar atenção nos atores e nos demais planos para captar detalhes.

A paleta de cores é muito bonita. Um tom sépia domina a maioria das cenas dentro do trem. Existe um contraste claro\escuro nas cenas externa que permite posicionar os personagens em lados morais opostos.

MV5BMjM4NTcxNjQxMF5BMl5BanBnXkFtZTgwMjgyODg0MjI@._V1_SY1000_CR0,0,1498,1000_AL_

 

Branagh alem de dirigir o filme tambem interpreta Hercule Poirot. Sua interpretação é mais cômica quase histriônica e se comparado a atuação de Finney (no filme de 74) com menos maneirismos e mais manias, sempre retratadas de forma caricata.

Contudo seria injusto desqualificar a atuação de Branagh por optar por uma interpretação diferente. Quando o momento exige dramaticidade, Branagh se mostra muito superior a Finney. Fisicamente mais imponente que muitos atores no filme, o Poirot de Branagh tambem intimida por ser mais ágil e forte do que aquele idealizado pela escritora que criou o personagem.

Uma revitalização interessante para as exigência do público moderno e extremamente bem vinda pois seria dificil de acreditar que uma figura frágil e envelhecida tivesse capacidade para lidar com as atribuições de um detetive.

Os 20 minutos finais do filme revelam um ator forte, intenso e carismático.

MV5BMTg2ODQ0MDU2NV5BMl5BanBnXkFtZTgwOTgyODg0MjI@._V1_SY1000_CR0,0,1503,1000_AL_

O elenco de apoio é um dos melhores do cinema. O que neste caso é quase um lugar comum pois o filme foi escrito para ser um blockbuster e emular o filme de 74.

Penélope Cruz, Manuel Garcia-Rulfo, Lucy Boyton e Sergei Polunin tem participações muito pontuais, quase insignificantes. Não é possível avaliar a qualidades destes atores somente pela participação neste filme mas é preciso destacar a interação entre Polunin e Boyton, as poucas cenas juntas são intensas e a relação de ambos é bastante crível.

Marwan Kensari, Judy Dench Tom Bateman, Olivia Colman tem boas cenas e um tempo de tela maior. Suas atuações são sutis mas impactam o filme.

MV5BMDNhM2NjNTItMTJjNS00N2E1LWFiODktODU5OTA5MjkwZjQwXkEyXkFqcGdeQXVyNjk2MjI2NTY@._V1_

Johnny Dep, Michelle Pfeiffer, Dayse Ridley e Leslie Odom Jr roubam cada segunda da cena em que aparecem. A interação de Ridley com Branagh é doce e paternal, existe uma preocupação em transformar a interação de ambos em uma relação paternal para ligarmos o passado trágico de Poirot com suas escolhas pessoais.

Peffeir pode ser considerada a encarnação do estilode atuação de Lauren Bacall. Perfeita, magistralmente vulnerável e intensa quando a cena pede.

Soundtrack – Mistery with a swing!!!

MV5BYTBmNTBlNTktZWIxMC00NzI2LWExNjItMDZkNzExOTdjNjU4XkEyXkFqcGdeQXVyMjExMjk0ODk@._V1_SY1000_CR0,0,667,1000_AL_

Veredito.

Um filme genial. Quem aprecia um bom filme de detetive vai adorar esta produção.

A critica só foi possível graças a inspiração de Ruth F.

Merece 3,5 Clapping Kanes.

slow_clap_citizen_kane   slow_clap_citizen_kane slow_clap_citizen_kane slow_clap_citizen_kane

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s